Ordo Salutis

Venceu Nosso Cordeiro Vamos Segui-LO

16:18

Horatius Bonar (1808 - 1889)

Postado por Harone Maestri Mattos


Grande trabalhador na Vinha

Horatius Bonar nasceu em 19 de Dezembro 1808 em Old Brouhton (Edimburgo, Escócia). Descendia de uma linhagem de ministros do Evangelho. Tanto ele como o seu irmão mais novo, Andrew, continuaram a tradição familiar.
Recebeu a sua educação na High School de Edimburgo, e depois na universidade da mesma cidade.

Nela teve por professor a Thomas Chalmers (1780-1847), um homem de grandes dons e de verdadeira piedade, que exerceu uma muito boa influência sobre não poucos jovens aspirantes ao ministério sagrado. R. M. McCheyne foi um dos seus companheiros de estudo. Não sabemos quando chegou a ter conhecimento da sua salvação, só sabemos que foi recebido na comunhão da sua igreja em Glenorchy em Janeiro de 1830, aos 21 anos de idade.

Em 1837 foi ordenado ministro na Igreja da Escócia. Pastoreou a congregação de North Parish Church em Kelso. Seis anos depois, quando houve uma divisão na Igreja de Escócia e a formação da nova Igreja Livre de Escócia, Bonar foi uma das centenas de pastores que abandonaram a Igreja oficial para ser pastor da Igreja Livre em Kelso. Durante vinte e três anos esteve nessa congregação, até que aceitou o convite da Chalmers Memorial Church de Edimburgo para ser seu pastor (1866). Um crescimento e bênção notável acompanhou os seus trabalhos pastorais.

Em 1883 foi eleito Moderador da Assembleia Geral da Igreja Livre de Escócia. A sua esposa morreu em 1884, ele cinco anos depois, em 31 de Julho1889.

Ainda que tenha sido um pastor diligente a sua fama deve-se à sua obra literária. Já em 1849 tinha fundado The Quarterly Jounal of Prophecy (Revista trimestre de Profecia). Bonar era calvinista em soteriología e eclesiología e e premilenarista histórico em escatologia (não dispensacionalista). A Sua obra principal foram os hinos. É conhecido como “o príncipe dos hinólogos escoceses.” Compôs uns seiscentos hinos e poemas sagrados. Dos mais ricos e os mais populares são: “Ouvi a voz do Salvador”, “Aqui Seu rosto posso ver, Senhor”, e “Bendito o nosso Deus”. A grande ênfase em quase todos os seus hinos é a perfeição da obra de expiação realizada por Cristo. O seu tom é popular, devido ao interesse que tinha em ter as crianças participando dos cultos da Igreja, manifestado desde o começo de seu ministério pastoral.

Profundamente reformado e evangélico não cessava de insistir com as pessoas a “nascer de novo”. Muitas foram as conversões que tiveram lugar durante o seu ministério. Teve um papel muito importante em chamar a Dwight Lyman Moody (5 de Fevereiro de 1837 - 22 de Dezembro de 1899) para que levasse acabo uma campanha de evangelização na Grã-Bretanha.

0 comentários :

Postar um comentário