Ordo Salutis

Venceu Nosso Cordeiro Vamos Segui-LO

15:33

A graça é resistível… Até não ser mais

Postado por Harone Maestri Mattos

John Piper

Aprenda a sua doutrina de textos. Ela fica melhor assim, e alimenta a alma. Por
exemplo, aprenda Graça Irresistível a partir de textos. Desse modo você vai ver que ela não
significa que a graça não possa ser resistida; significa que, quando Deus escolhe, Ele pode e
vai vencer essa resistência.
Em Isaías 57:17-19, por exemplo. Deus castiga seu povo rebelde ferindo-os e
ocultando seu rosto deles: “Por causa da sua cobiça perversa fiquei indignado e o feri;
fiquei irado e escondi o meu rosto” (v. 17).
Mas eles não responderam com arrependimento. Pelo contrário, continuaram se
desviando. Eles resistiram: “Mas ele continuou extraviado, seguindo os caminhos que
escolheu.” (v. 17). Então a graça pode ser resistida. De fato, Estevão disse para os líderes
judeus, “vocês sempre resistem ao Espírito Santo!” (Atos 7: 51).
O que Deus faz então? Ele é impotente para levar aqueles que resistem ao
arrependimento e integridade? Não. O próximo versículo diz: “Eu vi os seus caminhos, mas
vou curá-lo; eu o guiarei e tornarei a dar-lhe consolo” (v. 18).
Assim, em face do teimoso, do desviado resistente à graça, Deus diz, “vou curá-lo”.
Ele irá “restaurar” – a palavra é “tornar inteiro ou completo”. Termo que está relacionado
com a palavra shalom, paz. Plenitude e paz são mencionadas no próximo versículo, o qual
explica como Deus converte um desviado resistente à graça.
Ele faz isso “criando louvor nos lábios. ‘Paz, paz, [shalom, shalom] aos de longe e aos
de perto’, diz o Senhor, e eu o curarei”. (v. 19). Deus cria o que não estava lá. Esta é a
forma como somos salvos. E esta é a forma como somos impedidos de desviar. A graça de
Deus triunfa sobre a nossa resistência criando louvor onde ele não existia.
Ele traz shalom, shalom aos de longe e aos de perto. Plenitude, plenitude aos de longe
e aos de perto. Ele faz isso ao “restaurar”, ou seja, substituir a doença da resistência com a
solidez da submissão.
O ponto da graça irresistível não é que não podemos resistir. Nós podemos e
fazemos. O ponto é que, quando Deus escolhe, ele supera a nossa resistência e restaura um
espírito submisso. Ele cria. Ele diz: “Haja Luz!” Ele cura. Ele conduz. Ele restaura. Ele
conforta.
Por essa razão, nunca nos vangloriamos de termos deixado de desviar. Nós nos
prostramos perante o Senhor e com alegria temerosa lhe agradecemos pela sua graça
irresistível.

0 comentários :

Postar um comentário