Ordo Salutis

Venceu Nosso Cordeiro Vamos Segui-LO

17:56

John Gill (1697–1771)

Postado por Harone Maestri Mattos


John Gill nasceu em 23 de novembro de 1697 e faleceu em 14 de outubro de 1771. Seus pais, Edward e Elisabeth Gill, eram cristãos piedosos, membros de uma Igreja Batista Particular [Calvinista]. Ele provou ser um estudante extremamente capaz, superando até seu tutor. Quando contava aproximadamente 20 anos, ele já era conhecedor de latim e grego e estava iniciando o estudo do hebraico. Foi um estudioso de tremenda capacidade, mas recebeu pouca educação formal, parcialmente porque nem ele e nem seus pais podiam submeter-se aos programas religiosos dos estabelecimentos educacionais controlados pela Igreja Anglicana. Contudo, recebeu o doutorado em Teologia (D.D. [Doctor in Divinities] lit., “doutor em divindades”) pelo Marischal College, em Aberdeen, no ano de 1748, título do qual nunca se gabou e a respeito do qual disse: “Não o procurei, não pensei sobre ele e nem o comprei”.

Dr. Gill leu muito e foi, provavelmente, o hebraísta mais aclamado que já adornou o cenário cristão. Contudo, era um homem pacífico e recatado. Apesar disso, entraria numa controvérsia quando “A causa de Deus e a verdade” fossem atacadas e, de fato, escreveu um livro magnífico com esse mesmo título. Sua melhor obra talvez seja a “Exposição de Cantares de Salomão”. Entretanto, sua maior contribuição é a exposição monumental do Antigo e Novo Testamento na qual comenta cada palavra da Bíblia. Nenhum outro escritor cristão foi bem-sucedido nessa tarefa, nem Calvino, nem [Matthew] Henry — ninguém antes e ninguém depois. O último grande escrito desse venerável estudioso foi A body of Divinity [Teologia sistemática; lit., “Um corpo de teologia”], publicado em 1769, apenas dois anos antes de sua morte. É provável que essa seja a teologia sistemática mais completa já escrita; apinhada de doutrina não-maculada com filosofia. A lista dos escritos e realizações do dr. Gill é muito longa para figurar neste breve resumo. Além dos encontros regulares com muitos cristãos e das diversas pregações proferidas a cada semana, ele escreveu aproximadamente dez milhões de palavras com uma simples caneta, e foi seu próprio revisor. Apenas considere isso!

Augustus Toplady escreveu: “Caso se pense que algum ser humano tenha trilhado todo o círculo do aprendizado humano, esse homem é o dr. Gill ? Seria necessária, talvez, metade dos acadêmicos da Inglaterra apenas para ler, com cuidado e atenção, tudo o que Gill escreveu”.

A todos os que se sentem tão superiores a John Gill, estendemos nossas condolências. Certamente perderam o juízo!

Suas principais obras são:

Exposition of the Song of Solomon (1728)
The prophecies of the Old Testament respecting the Messiah (1728)
The doctrine of the Trinity (1731)
The cause of God and Truth (4 vols., 1731)
Exposition of the Bible, in 10 vols. (1746-1766)
The antiquity of the Hebrew language letters, vowel points, and accents (1767)
A body of doctrinal Divinity (1767)
A body of practical Divinity (1770)
Sermons and tracts, with a memoir of his life (1773).

0 comentários :

Postar um comentário